quarta-feira, 8 de junho de 2016

Sobre o agora




Olá leitores..!
Hoje dedicarei este post para pensarmos um pouco, sobre algo tão presente, que mal nos damos conta...
Para quem acompanha, sabe que estive trabalhando em minha revista, no projeto da faculdade. No trabalho em conjunto, fui a colunista da mesma... E escrevi uma crônica sobre a pauta a qual venho lhes comentar...
Meu caro leitor, já deparou-se sobre como anda o mundo à sua volta..?
Avanços contínuos, tecnologia de ponta.... Mas como andam nossos relacionamentos..?
O que é viver atualmente, afinal..?
Facebook, celulares, internet, curtidas... Pessoas que vendem sua imagem por 3 minutos de atenção... Mas onde está o “conversar”, ou “estar presente”..?
Então passa... E sequer percebemos....
Ontem mesmo, você era uma criança, que levantava pelas manhãs de sábado, enrolava-se nas cobertas, e ia para o sofá, assistir animações....
Você não percebe... E logo você está postando sobre relacionamentos, talvez demonstrando uma felicidade inexistente... Ou uma revolta desnecessária.
Oh, não. Não sou contra tecnologia... Inclusive, valorizo-a. Do contrário, não você não estaria lendo este texto....
Eu sou contra revolta e generalização das coisas... Muitas vezes, motivações para sermos mais unidos e iguais, fazem com que nós separássemos-nos...
Ódio desnecessário.... Rebeldia sem causa.....



E nessa, ele voa. Ninguém percebe.... Nem rápido, nem devagar.... Ele apenas passa.
E na realidade, depois que vai embora, não há como retorná-lo.
Tempo que passa, não se recupera.
E nossos relacionamentos tornam-se supérfluos... O material torna-se mais importante. Você deve estar em constante movimento... Ou você afundará.
Mas ainda acredito que a profundidade do afeto entre as pessoas ainda existem. Os mais intensos, os mais tímidos.... Que deixem fluir. Fluir como o tempo....
Assim tempo passado, será tempo bem aproveitado.
Ou logo mais o porta almas, como das nossas arte, virá buscá-lo.... Rs
(Corre lá na página do facebook  para ver a cara dele)
See ya ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário