quarta-feira, 20 de abril de 2016

Por uma internet justa


Olá..!
Queridos leitores, hoje eu irei colocar em pauta um assunto que anda rodando a internet, e que vem deixando muitos internautas aflitos. Sim, meu caro leitor, estou falando do tal movimento #internetjusta.
Primeiro, vamos compreender o que quer dizer esse assunto todo.
Então,  você já deve ter reparado nas notícias de que as operadoras de internet planejam reduzir a franquia na internet fixa, ou cortar, como ocorre com a internet móvel, certo..?
Pense,  você assistindo teu Demolidor no netfilx, tua irmã no facebook, e tua mãe olhando receita no YouTube, na internet da tua casa, teu lar, aquele que te salva quando teu celular não está pegando, ou está sem créditos, e Bam.! “Limite de franquia excedido. Seu limite será reduzido”
É de doer o coração internauta.
Pior ainda, é a Anatel, órgão responsável pela regulamentação do setor, não interver de maneira tão assídua........

O único comunicado que a mesma deu, foi que ela impede a redução ou corte da internet fixa sem aviso prévio ao consumidor. Ou seja, ela apenas disse para ter um sistema funcional a qual te permita ver os dados de teu consumo..............
Contudo, o Ministério das Comunicações esta intercedendo, alegando que o órgão Anatel deve tomar ações que defendam os interesses dos consumidores contra essas práticas abusivas por parte das operadoras.
Além de que nem todas as operadoras têm planos de aderir essa regulamentação (parabéns Live TIM, pela iniciativa).
O que pode-se fazer, é abusar do movimento #internetjusta, como muitos bloggers e youtubers vêm feito, incluindo este, e assinar petições online.
Claro que trata-se de uma medida que ainda ficará em pauta e discussão por um tempinho, tanto para quem estabelecerá como norma, como para quem aderirá.
Então, esperamos que as operadoras que desejam aderir, e a Anatel, que não vem interferindo muito, saibam que os usuários não querem internet gratuita, mas sim, uma #internetjusta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário